Você está aqui: Página Inicial Dossiê Técnico

Premissas para a produção sustentável na indústria do couro

Resumo

A indústria da carne gera a pele que serve como matéria-prima para a indústria alimentícia e de curtumes. A industrialização de peles tem sua importância reconhecida por seu potencial transformador de matéria-prima em produto com valor agregado, mas também é identificada pelo seu elevado impacto ambiental. A pele transformada em couro tem os mais diversos e conhecidos empregos: estofamento, vestuário, calçado e artefatos, por exemplo. Nos dias atuais, produzir couros de maneira sustentável, ou seja, de forma ambientalmente correta tem sido um grande desafio para os curtumes. O dossiê apresenta as premissas a serem consideradas para a busca da sustentabilidade ambiental de um curtume, através da implantação de técnicas de Produção Mais Limpas. Aborda o processo desde a pele “in natura” até o couro acabado. Apresenta questões referentes aos cuidados no processamento e no manuseio de insumos químicos, de modo a propiciar maior segurança e menor impacto ambiental. Trata também da importância do monitoramento da qualidade dos banhos residuais, da reutilização ou reciclo destes, da gestão de resíduos, da avaliação do desempenho energético, da capacitação dos colaboradores, entre outros temas.

Assunto

Curtimento e outras preparações de couro

Palavra(s)-chave

Couro; curtimento; desenvolvimento sustentável; impacto ambiental; pele; produção mais limpa; sustentabilidade

Instituição Responsável

SENAI/RS - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial

Código do Dossiê

6104

Data do Dossiê

24/04/2012

Download do Arquivo

Arquivo

Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas
Este sítio possui os direitos reservados © 2009-2009 pelo SBRT