Você está aqui: Página Inicial Dossiê Técnico

Estratégias de controle de formigas cortadeiras

Resumo

As formigas cortadeiras dos gêneros Atta (saúvas) e Acromyrmex (quenquéns) são encontradas exclusivamente no continente Americano, distribuídas do Sul dos Estados Unidos (latitude 33 N) até o Centro da Argentina (latitude 33 S), não existindo na Cordilheira dos Andes acima de 1800m e no Chile. Estes dois gêneros fazem parte da tribo Attini que reúne todas as formigas cultivadoras de fungos simbiontes. Elas possuem o hábito de cortar e transportar fragmentos de diversos vegetais, flores e sementes para seus ninhos subterrâneos, afim de utilizá-los como substrato para cultivar o fungo do qual se alimentam. No Brasil estas formigas são consideradas pragas por atacarem plantas situadas em áreas comerciais como pastagens, cultivos agrícolas e reflorestamentos, principalmente de Eucalyptus sp. e de Pinus sp.. Vários autores destacam as saúvas como os insetos que ocasionam maiores danos à atividade agro-pastoril-florestal. Algumas espécies desfolham, indistintamente, mono e dicotiledôneas sendo responsáveis por significativas perdas e representam mais de 75% dos custos e do tempo gasto no controle de pragas florestais. Portanto, questões econômicas e ambientais têm pressionado os empresários rurais a melhorarem o rendimento das técnicas de controle químico e incentivado a experimentação de novas tecnologias e de novos princípios ativos tóxicos para o controle de formigas cortadeiras. No presente dossiê serão abordados alguns métodos tradicionais e alternativos de controle: mecânico, cultural, físico, biológico, feromônios, químico e também a interação desses métodos de controle, que deve ser encorajada objetivando racionalizar ao máximo o uso de produtos químicos tradicionais.

Assunto

Serviço de pulverização e controle de pragas agrícolas

Palavra(s)-chave

Controle de praga; formiga; formiga cortadeira; MIP; manejo integrado de pragas; praga; praga urbana

Instituição Responsável

IEL/MG Instituto Euvaldo Lodi - Regional Minas Gerais

Código do Dossiê

96

Data do Dossiê

31/05/2007

Download do Arquivo

Arquivo

Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas
Este sítio possui os direitos reservados © 2009-2009 pelo SBRT